O caminho do pólen

A literatura é como um portal para outros mundos. Acho fantástico símbolos negros pintados no papel ou na tela digital transmitirem mensagens de terras longínquas, de milênios atrás, histórias de vidas inteiras, um sem-fim de glórias, sofrimentos e sabedoria humana. Além disso a escrita, como todas as artes, na sua expressão máxima, tem o poder de nos ajudar a reconectar com o nosso ser mais profundo, com os fluxos universais que permeiam tudo e todos, de nos libertar de nós mesmos – uma espécie de religião secular.

Continuar lendo O caminho do pólen